Hipster – O novo câncer da sociedade

Eu não consigo entender pessoas com crise de identidade, não mesmo. Tenho um amigo que seguiu todas as modinhas até então, o nego foi Gótico, Metaleiro, Punk, Skater-HardCore, Emo, Colorido e agora ele é… bem, ele é… HIPSTER!

Por anos vivemos sob a escuridão dos emos, roupas pretas, cabelo ensebado com chapinha, muitos piercings e bugigangas penduradas pelo corpo. Tudo bem, nada que não pudéssemos conviver, afinal sempre existiram boiolisses no mundo, pra quê se preocupar. Porém a imagem do emocore original foi completamente deturpada e, algo que era legal no começo dos anos 90 e era somente um estilo musical, virou praticamente um estilo de vida homossexual para jovens e crianças. A única coisa que me causa tremendo desgosto de viver, é o fato das pessoas não terem noção do ridículo, tipo isso:
Continuar lendo Hipster – O novo câncer da sociedade